Embaixada de Portugal em França

Ministério dos Negócios Estrangeiros

11ª Assembleia Geral da CCIFP

Tópicos utilizados pelo Embaixador na sua intervenção de abertura da 11ª Assembleia Geral da Câmara de Comércio e da Indústria Franco-Portuguesa que teve lugar na Embaixada de Portugal a 17 de Março de 2016.

 

"Feliz por acolher 11ª Assembleia Geral da Câmara.
Felicitá-los pelo trabalho desenvolvido no ano anterior em benefício naturalmente dos seus sócios e das suas actividades em França, mas também em benefício das trocas de bens e serviços entre Portugal e França.

2015 – números confirmam – para além do que até se poderia esperar, previsões relativas aumento transacções luso-francesas em todas as áreas: bens e serviços, investimento e turismo.

Balança comercial

Consolidação pelo 3º ano consecutivo como 2º destino mundial exportações portuguesas com mais de 4 mil empresas a exportarem para França.

Aumento exportações pelo 5º ano consecutivo, atingindo 9.5 mil milhões de euros, mais 650 milhões do que em 2014, o que representa quase 8% de aumento – é o dobro da taxa de crescimento das exportações portuguesas no ano passado

A França mantem a sua posição 3º fornecedor de Portugal com 5.5 mil milhões de euros de bens e serviços exportados para Portugal.

Saldo muito apreciável, a favor de Portugal, de 3,7 mil milhões de euros, ou seja 500 milhões mais do que em 2014, o nosso maior superavit.

Investimento

Tendência positiva investimento francês em Portugal continuou a confirmar-se, atingindo os 12 mil milhões de euros, com as iniciativas muito significativas dos grupos Altis, Meccachrome ou ACCOR.

A Embaixada prosseguirá este ano a concentrar-se prioritariamente na captação de investimento francês, no sentido de se concretizarem algumas intenções já anunciadas, incentivar investidores franceses já presentes no nosso país a expandirem as suas actividades e a desenvolver clusters existentes ou novos clusters para os tornar atractivos para novos investimentos

Sectores como o aeronáutico, automóvel, turismo ou saúde.

Turismo

Taxa média aumento visitantes franceses últimos 5 anos situou-se nos 15%

2015: 3,3 milhões de dormidas de franceses, quase o dobro do registado em 2011.

2 mil milhões euros de receitas hoteleiras (sem contar com outras receitas que necessariamente geraram).

Estatísticas contabilizam apenas pernoitas Hotéis: nem turismos de habitação, hostels ou quartos alugados, a que recorrem metade dos franceses que visitam Portugal.

Estima-se assim que 2 milhões de franceses terão visitado Portugal em 2015, contra apenas 500 mil em 2010.

Finalmente

Têm continuado a estabelecer-se em Portugal muitos franceses, não apenas os reformados de quem muito se fala mas, e porventura bem mais importante, muitos jovens que beneficiam de grande mobilidade profissional e das facilidades oferecidas pelas novas tecnologia.

Graças à conjugação de vários esforços, do Turismo, da AICEP, desta Embaixada, de intelectuais, escritores e tradutores franceses, a visibilidade de Portugal em França aumentou sensivelmente no ano passado e nos mais variados domínios. Não me lembro de outro ano em que se tenham publicado tantos artigos sobre Portugal consagrando aquilo que os próprios franceses afirmam: Portugal está na moda! Mas há que aproveitá-lo e saber aproveitá-lo.

Estas são sem dúvida notícias muito positivas e que muito animam as autoridades portuguesas a continuar a procurar aprofundar constantemente as nossas relações com a França em todos os domínios.

Trata-se de um objectivo para o qual a vossa Câmara de Comércio, assim como todos os empresários portugueses e luso descendentes, continuarão a dar um contributo muitíssimo útil. Não duvido.

Desejo-vos uma boa AG, continuação de bom trabalho e todos os sucessos.”

Partilhar:

FacebookTwitterGoogle +E-mail